fechar popup contact

MARQUE UMA CONSULTA

Kids and Teens - Clínica de Especialidades Pediátricas

A importância da Terapia Miofuncional

A importância da Terapia Miofuncional
19 Outubro, 2021

A Terapia da Fala atua em patologias distintas e por isso abrange diferentes áreas de especialidade.

A Motricidade Orofacial é uma dessas áreas que intervém nos casos encaminhados da medicina dentária, principalmente nas áreas da Odontopediatria e Ortodontia. Aplica a técnica da Terapêutica Miofuncional, que avalia e trata as disfunções estomatognáticas, isto é, as alterações das estruturas oral e facial relacionadas com as funções da Respiração, Mastigação, Deglutição, Sucção, Voz e Fala.

Quais são as estruturas e funções orais?

As bochechas, os lábios, a língua, o palato mole e o palato duro, a articulação temporo-mandibular (ATM), a laringe e os músculos envolventes constituem as estruturas orais que possibilitam a execução de determinadas funções. Na Terapia Miofuncional todas estas estruturas são avaliadas quanto à sua forma, tamanho, mobilidade e flexibilidade, força e tónus, dependendo das suas características. É também observada a posição das estruturas em repouso e a sua inter-relação.

As funções orais dizem respeito à respiração, sucção, mastigação e deglutição, à qualidade da voz, e ao modo e ponto articulatório. O desenvolvimento adequado de cada uma destas funções tem influência no equilíbrio da ação muscular, e em particular no crescimento ósseo e desenvolvimento geral das crianças.

RESPIRAÇÃO

A respiração nasal tem benefícios sobre a qualidade do ar que é inspirado e influencia positivamente as posturas intraorais em repouso, estimulando o desenvolvimento muscular e o crescimento ósseo adequado.

MASTIGAÇÃO

A mastigação é uma função aprendida e complexa. A competência mastigatória evolui com a idade e com a consistência e tipo de alimento. Uma mastigação completa, nas suas três fases, é fundamental para a manutenção da dinâmica muscular e articular orofacial, e a sua eficácia depende do tipo de mordida e oclusão dentária.

DEGLUTIÇÃO

A coordenação neuromotora exigida no movimento da deglutição evolui, ao longo da vida, do padrão primário (visceral) para o padrão secundário (somático). A manutenção de uma deglutição visceral, com a projeção da língua, condiciona a posição dos dentes e contribui para maloclusões. Esta deglutição é considerada atípica em crianças mais velhas e adultos e é, geralmente, a causa de recidivas na intervenção ortodôntica.

SUCÇÃO

O exercício muscular e a competência da língua na sucção ao peito é mais exigente, quando comparada com a sucção na tetina, ajudando no equilíbrio da atividade muscular e no crescimento ósseo orofacial do bebé. Por outro lado, uma sucção ao peito prolongada e a sucção na chupeta ou no dedo, dependendo do tempo e intensidade com que ocorrem, podem influenciar a postura da língua de forma negativa, promover alterações da oclusão e condicionar o desenvolvimento da função da mastigação.

VOZ / FALA

O mecanismo vocal está associado à sequência da coordenação da respiração com a fonação, a ressonância e a articulação verbal. A mobilidade da laringe, o uso das cavidades de ressonância, a flexibilidade da língua e a amplitude de abertura mandibular durante a fala são fatores que interferem na eficácia fonoarticulatória e relacionam-se com todas as outras funções orais.

 


Kids and Teens – Clínica de especialidades pediátricas, Lisboa

 

Saiba mais…

> Entrevista com a Drª Sofia Arantes e Oliveira

> Como organizar as refeições em tempos de quarentena

> Terapia de motricidade orofacial e dificuldades alimentares

> Aparelho ortodôntico, como funciona o tratamento?

> A Higiene oral da criança

> Dermatologia infantil em tempo de COVID19

 

 

Partilha

Subscreve

Coloque em baixo o seu email para receber notícias sobre a Kids & Teens